Importe da China: Como encontrar ainda mais fornecedores online, fora do Alibaba

Já comentamos no blog como encontrar fornecedores da China pela internet. Procurar fornecedores por diretórios online como o Alibaba é a forma mais comum, rápida e econômica para conseguir preços para os produtos que você está procurando; porém existe um certo risco pois nunca se sabe se você está entrando em contato com uma empresa falsa ou não (mais informações sobre identificação de empresas falsas aqui e aqui). Mas existe outra maneira de encontrar mais fornecedores pela internet, que exige um pouco mais de investimento mas é mais eficaz e seguro do que apenas mandar um email para um fornecedor potencial. Trata-se do uso de base de dados de importações dos EUA.

Nos EUA, é possível pesquisar as informações das importações feitas para o país (os dados são fornecidos pela Receita Federal dos EUA; mais informações neste link) – dá para saber quais empresas está importando, em qual porto, de onde estão importando, mas mais importante: de quem eles estão importando. Existem várias empresas online que oferecem o serviço de pesquisa desta base de dados, por uma taxa mensal ou anual, mas que também oferecem serviços limitados de graça, para procurar possíveis fornecedores.

A principal vantagem é que é possível descobrir vários fornecedores que não participam de feiras internacionais ou que não fazem parte do Alibaba. Como os dados são baseados em informações públicas, as informações são mais seguras e confiáveis. Mesmo se você não fazer uma assinatura dos serviços pago, ainda é possível em alguns sites fazer pesquisas gratuitas, e utilizar o Google para procurar o contato de fornecedores. Como consequência, você também consegue encontrar fornecedores de outros países, como Vietnã e Malásia, que normalmente não se encontra na Globalsources ou Made-in-China.

Além disso, é possível fazer averiguações de fornecedores – se uma fábrica na China diz que vende muito para os EUA, você pode fazer uma pesquisa e descobrir se o que ela disse é verdade, quem são os clientes deles, qual o volume vendido, etc.

Não que a ferramenta seja perfeita: vários importadores grandes dos EUA utilizam empresas subsidiárias ou parceiras para fazer a importação, ao invés de importar diretamente. Da mesma forma, para proteger seus fornecedores no exterior, eles também exportam utilizando trading companies ou agentes de carga com licença de exportação, escondendo o nome de seus fornecedores. Por exemplo, se você procurar os dados de importação da Wal-Mart, vai ver que todas as importações de diversos produtos diferentes partem de um mesmo fornecedor de Hong Kong. Ainda assim, é possível encontrar muitas informações exclusivas, mesmo com estas precauções.

No Brasil, não existe um site ou empresa com serviços equivalentes, pois as informações de exportadores/importadores nos documentos do comércio exterior não é pública. Entretanto, existe o AliceWeb, criado pelo MDIC, que é um censo das importações e exportações em geral do Brasil. Apesar de não ser possível acessar nomes de empresas importadoras ou exportadoras, é possível verificar informações importantes para sua análise de importação, como o preço médio de importação de qualquer produto baseado na sua classificação fiscal, o NCM (você pode comparar se o preço que você está comprando está abaixo ou acima do mercado) e seu volume de importações total.

Segue uma lista das principais empresas que oferecem este serviço online. Como o foco destas empresas é os EUA, a interface da maioria delas é em inglês – mas nada que um Google Tradutor não possa lhe ajudar:

Alguns destes sites, como o Panjiva e Piers, permite a criação de contas gratuitas, para poder fazer pesquisa em suas bases de dados. Normalmente, a pesquisa mostra apenas o nome do fornecedor e o importador, sem mais detalhes de volumes, período, ou dados de contato. Entretanto, com o nome do exportador, você pode utilizar a Google para procurar o contato do fornecedor diretamente.

 

This entry was posted in Principal and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *